Econofísica Na Banca Moçambicana: Uma Jornada Embrionária Da Física Na Economia E Finanças

Desde a independência de 1975 até agora, a banca moçambicana tem mostrado a potencialidade e resiliência face aos desafios da conjuntura económica e financeira.

Do outro lado, existem forças atractivas e competitivas (interna e externa) que desempenham funções primordiais para manter a economia moçambicana aquecida nos tempos de crises, isto é vital. Face a qualquer mudança na banca, poderíamos pensar rapidamente em vários analistas (matemáticos, estatísticos, economistas, econometristas…) para explicar a evolução das mudanças bruscas no mercado.

E o que dizemos com alguém formado em Física na Economia e na banca moçambicana?

A Física é uma ciência que estuda os fenómenos da natureza baseada nos seus aspectos mais gerais. A sua actuação segundo (Stanley, 1999 apund Costa, 2016) vem ganhando espaço enorme já há anos em muitas áreas como: na Medicina, Geofísica, Biofísica, Engenharias, Epidemiologia, Astrofísica, […] e, recentemente na década 90 surge uma área designada Econofísica por intermédio do estadunidense Harry Eugene Stanley para descrever o número de artigos descritos pelos físicos sobre problemas da economia e finanças. É com esse vector que os físicos entram na economia e finanças.

Econofísica, também designada Física das Finanças é uma área da pesquisa interdisciplinar que aplica os métodos oriundos dos Físicos e Estatísticos para investigar os problemas económicos e financeiros (Mantegna & Stanley, s/d).

 

De acordo com (Stanley at al., apund Yuri, 2021) apontam que […] “Os Físicos estão acostumados trabalhar com modelos complexos que envolve muitos agentes, quer no sentido macroscópica e microscópica”.

A banca e o mercado financeiro ao nível nacional lida com as interacção entre os agentes, sejam eles considerados como sistemas complexos e dinâmicos não linear ou excesso de incertezas.

Geralmente para análise dos problemas económicos, os profissionais dessa área recorrem à Termodinâmica, Mecânica Quântica, Física da Matéria Complexa, Física Nuclear, Mecânica dos Fluidos, Mecânica Estatística […] e, economistas também estão sujeitos a trabalhar com agentes complexos no mercado o que pode despertar atenção à nossa economia.

Tal como o Mário Dimina Fula formado em Física, pesquisador em Econofísica e membro do Global Sharp – Angola referencia que “[…] o Mestre em Direção Bancária Jorge Leão Peres aponta que […] os desafios que se colocam ao sector bancário no atual contexto deveras complexo são invulgares. E é nessa invulgaridade que provavelmente soluções tradicionais já não se venham a revelar eficazes, pois deve o sector engendre transformações […]” (Fula, M. D., 2021).

Com arcabouço rico das ferramentas da Física pode-se analisar, por exemplo o fluxo monetário (interação entre agentes), o estudo da eficiência do mercado derivando com as leis da Termodinâmica, análise dos ativos financeiros, monitorar as flutuações dos preços na bolsa de valores (Física Estatística), estudo das taxas de falências e facturamento das empresas, entre outros.

O foco principal dos Econofísicos no mercado financeiro e na economia é prever o risco quando se investe, fazer projecções para o futuro e muito mais.

O físico teórico Tiago Ribeiro enfatiza que “Quando contratam um físico, […] as instituições financeiras não estão somente a alavancar conhecimento. Estão também a comprar soluções. Um físico numa instituição financeira pode agregar grande valor na análise de dados e realização de projeções, com as ferramentas competentes”, acrescenta o Fula (Fula, 2021).

Na literatura moçambicana e na área académica, isto é, nos cursos de física tanto na economia (graduação, debates viradas a economia…) há lacunas e défice da citação dessa área e dos seus profissionais o que torna muito interessante o seu encaixamento, visto que recentemente nos PALOP, a actuação desse profissional já faz sentir em muitos sectores financeiros, jornais mercados, Colóquios da Física e Economia […], como foi citado anteriormente.

Bancos centrais com modelos dinâmicos de equilíbrio geral estocástico e firmas de investimento são os primeiros a tirar o proveito dos avanços nessa disciplina (Mantegna e Stanley, s/d).

Portanto, a banca e a economia moçambicana não está numa ilha para escapar das oscilações cambiais, mudanças bruscas dos preços de commedities por exemplo. É nessa janela das diferenças no sector financeiro que os Econofísicos devem dar o seu ponto de vista. Não só, mas também é necessário o envolvimento e a colaboração dos físicos, matemáticos e economistas para dar novos horizontes aos desafios no mercado nacional.

 

Autor: Quisito Júlio Januário

(Estudante do curso de Física com Habilitações em Matemática na Universidade Púnguè, Faculdade de Ciências Exactas e Tecnológicas-Chimoio).

[I] Referências bibliográficas consultadas:
  • Fula, M. D. (2021). Como a Econofísica pode contribuir para o sector bancário angolano. Angola: 1/ed., 2021, Vol. 1. Disponível em: https://mercadosafricanos.com, acessado em janeiro de 2022.
  • Mantegna & (s/d). Econofísica. s/l: s/ed., s/d.
  • Stanley (1999) apund Costa (2016). An Introdution to econophysics: Correlation and Complexty in Finance. Florianópolis: s/ed., 2016.
  • Stanley at al apund Yuri, V. 2021. Mercado Financeiro de Acções: Uma abordagem Econofisica. V seminário. Universidade Fedeal de Amazônias: s/ed., 2021.
[II] Endereços electrónicos recomendados:
  • Anatoly Kondratenko. Modelagem física de Sistemas Económicos. Economia Clássica e Quântica. Disponível em: https://.pt.frwiki.wiki/wiki/Econophysique e https://www.cftc.ciencia.ulisboa.pt, acessado em março de 2022.
  • Fabri Italo M. Introduzione alla econofisica in logica complementare. Disponivel em: https://.pt.frwiki.wiki/wiki/Econophysique e https://www.ieconomia.unicamp.br, acessado em setembro de 2021.
  • Equipa mais Retorno. Econofísica. Saiba o que é e como funciona. Disponível em: https://econofisicamaisretorno.com e em https://www.ifufrj.br, acessado em agosto de 2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Outros Posts